sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Invasão


Então a frente da Juventude volta à escola Padre Leonardo Nunes. Desta vez, uma mudança interessante: A utilização da Fotonarrativas, apresentada pelo prof. Alexandre Henz, do curso de psicologia.

A técnica é interessante para entrelaçar, transversalizar as subjetividades, as sutilezas dos particulares e a experiência mais objetiva e concreta.
Os recentes integrantes da frente, Thiago Polli e Cesar Inoue, responsáveis - mas não somente - pela sistematização das atividades assim o fazem então:


Primeira visita à escola. Rodoviária. 193. Ansiedade e descontração se confundiam. “É aqui que desce?” “tem certeza?” “É no outro”.  Caminhada até a porta da escola. Ambiente pouco familiar misturado com lembranças da infância. “Eu cresci ali”. Cigarros acesos. Parecia haver dois mundos, um interno e um externo, separados pelo portão da escola. Bitucas jogadas, entrada na escola. “Cadê a Rose?” “Já já a gente conversa, na sala dos professores tem ar condicionado, quando bater o sinal a gente entra”. Jantar. Comida muito gostosa. Bate o sinal. O resto de comida do prato é devorado. Sala dos professores. Ar condicionado. Choque de temperaturas. Flavia, café, bolachas, Cesar, Rose, ar condicionado, Danilo, Thiago, copos descartáveis, água, televisão, armários, uma grande mesa, Ana Carol, Lurdes e Gisele. Justificativas pela demora de contato. Alterações quanto a proposta do ano passado. Abaixo a obrigatoriedade, agora entra em cena a voluntariedade “A voluntariedade pode ser bacana, pois quem for chama os outros”.  Aumento de responsabilidade em fazer dar certo.  Euforia, frustração, cautela, exemplos de outros projetos que deram certo. “Nossa, que legal, é que nem o teatro do oprimido.” Vai fazer com todas?” ”Essa 8° é diferente” “Mas eles se formam e não voltam mais” O que é se formar? Estar pronto? Não aceitar mais nada? Não se deixar IN - fluenciar? “Mas com quem fica a responsabilidade?” “Passamos uma lista de presença?” “Não se preocupe, aqui é tudo organizado, a gente passa uma lista.” “NÃO TO ENTENDENDO”! “Como vocês vão fazer o ano inteiro?  Já estamos em novembro.”. Explicações quanto a greve. “Ficaremos em aula até abril.” Desejo de continuar o trabalho nas férias. Utopia? Devemos parar nas férias? Voltamos só em fevereiro? Teremos só 4 encontros?  “Vamos construir isso com o grupo. Se o grupo quiser continuar nas férias, continuamos, se quiser parar e retornar em fevereiro, retornamos em fevereiro. Tudo vai ser construído junto, desde as atividades até os dias de trabalho. É difícil  pré – ver o que vai acontecer, porque tudo vai depender do grupo.”

sábado, 10 de março de 2012

Frente Juventude, Ideologia e Educação

A frente realiza atividades formativas em educação popular com jovens de escolas municipais da cidade de Santos. Em 2011, pôde trabalhar com a  EMEF Cidade de Santos (9º ano) e EMEF Leonardo Nunes (8ª série). A frente se dividiu em dois grupos para trabalhar com uma turma de cada escola, tendo a segunda escola a peculiaridade de trabalhar com uma sala de jovens matriculados no EJA (Ensino de Jovens e Adultos).

 São extensionistas desta frente:

 Ana Carol
Graduanda em Serviço Social - 7º termo
Bolsista PET

Pesquisa: Pesquisa sobre os fatores condicionantes para o ingresso dos jovens das periferias no tráfico de drogas.

Contato:
psicocarolzinha7@gmail.com










Daiane dos Santos
Graduanda em Serviço Social - 5º termo
Não-Bolsista PET

Pesquisa: Questão de gênero e a sexualidade na juventude.

Contato: dai_sud2@yahoo.com.br 










Danilo Ribeiro
Graduando em Serviço Social - 7º termo
Não-Bolsista PET

Pesquisa: Os fatores condicionantes para o ingresso dos jovens das periferias no tráfico de drogas.

Contato: danilos.s@hotmail.com








  
Edileuza Almeida
Graduanda em Serviço Social - 7º termo
Não-Bolsista PET 

Contato: edileuza.almeida@gmail.com 









Flavia Lopes
Graduanda em Serviço Social - 5º termo
Bolsista PET

Contato: flap.lop@gmail.com








Giovanna Borri
Graduanda em Serviço Social - 7º termo
Bolsista PET

Pesquisa: Analisa a influência que a indústria cultural de massa (especificamente em relação à música) exerce sobre o jovem na atualidade.

Contato: giovannaborri@hotmail.com 

Frente de Juventude e Segurança

A frente trabalha com o Programa Jovens Guardiões, da Secretaria de Segurança Pública de Santos. Entre suas atividades, destacam-se as formações de Ética e Cidadania feitas nos espaços da UNIFESP, com os jovens inseridos no programa, trazendo-os para o contato com a universidade, e as melhorias no projeto do programa (como processo seletivo e normas/contrato de participação).

São os extensionistas:



Aldo José
Graduando em Serviço Social - 5º termo
Não-Bolsista PET

Pesquisa: Busca identificar o modo como os jovens do programa Guardião Cidadão compreendem a realidade em que estão inseridos e contribuir com a elaboração de políticas públicas que atendam as necessidades reais da Juventude.  

Contato: aldinhoferraz@hotmail.com


Bruno Jaar Karam
Graduando em Serviço Social - 7º termo
Bosista PET


Pesquisa: A negligência do Estado em relação ao egresso prisional em situação de rua. 

Contato: bruno-karam@hotmail.com

Natalia Koto
Graduanda em Serviço Social - 5º termo
Não-bolsista PET


Pesquisa: Discute a utilização do trabalho informal dos jovens para sanar déficit dos quadros da Guarda Municipal de Santos-SP.